Muçulmanos estão se voltando a Cristo
15/04/2017 - 3h52 em Mundo Cristão

 

Famílias muçulmanas que foram deslocadas de suas casas por causa das ações terroristas do Estado Islâmico (EI) estão se voltando para Jesus Cristo, influenciadas pelo testemunho de crianças que abraçaram o cristianismo através de programas educacionais.

Segundo um representante da organização missionária Christian Aid Mission no Iraque, cerca de 600 crianças participaram dos programas, onde receberam Bíblias e aprenderam mais sobre o Evangelho.

“Certa noite, pedimos às crianças para contarem a seus pais sobre o que tinham ouvido e compartilhar a história de Jesus com eles”, contou o diretor, que não teve sua identidade revelada por razões de segurança.

Ele contou a história de Mahmood, um pai que procurou a equipe missionária no dia seguinte para se queixar sobre sua influência por seu filho de 10 anos ter aceitado Jesus.

“Aquele pai nunca tinha ouvido uma palavra sobre Jesus e nos deu a oportunidade de ensiná-lo sobre a salvação”, continuou o diretor. “Não muito tempo depois, ele aceitou Jesus e levou Bíblias para sua esposa e as duas filhas”.

O pai do menino ficou tão deslumbrado com sua nova fé que iniciou um estudo bíblico em sua casa todas as sextas-feiras, às 10 horas — no momento em que se inicia as orações muçulmanas.

Segundo a Christian Aid Mission, muitos outros pais também decidiram aceitar a Cristo depois de serem ensinados por seus próprios filhos, mesmo tendo que enfrentar a resistência da comunidade muçulmana.

A organização intensificou a ajuda no Iraque para famílias que fogem do terrorismo, fornecendo suprimentos e apresentando a Palavra de Deus.

“Embora isso seja perigoso, devido às condições de vida nos campos de refugiados, nós estamos oferecendo apoio humanitário aos deslocados — mas a necessidade é muito maior que os nossos recursos”, ele acrescenta.

De acordo com a organização Voice of the Martyrs, milhares de muçulmanos se converteram à fé cristã no Oriente Médio. “Há milhares vindo para Cristo. Os líderes da igreja acreditam que milhões de pessoas possam ser acrescentadas à Igreja de Cristo nos próximos anos — tal é a fome espiritual e a desilusão com o regime islâmico que existe”.

COMENTÁRIOS